06 março 2016

O Encontro!


Em todos os anos da minha vida, nunca havia encontrado alguém que mexesse comigo e que fosse tão especial. Parece que tudo em você me agrada, até mesmo seus defeitos que as vezes me irritam não conseguem superar as qualidades maravilhosas que você possui.
Passei anos da minha vida planejando te reencontrar, em alguns momentos parecia ser algo tão distante e praticamente impossível de acontecer. Cada vez que conversava com você, a vontade de ter ver, te abraçar e de ganhar aquele beijo que ficou guardado na nossa despedida aumentava muito.
Finalmente consegui marcar uma data para te ver, passei noites ansiosa esperando o grande dia e planejando cada detalhe do momento que, por tantas vezes antes de dormir idealizei em meus pensamentos e que sempre me faziam adormecer com um sorriso de boba apaixonada no rosto.
Tudo estava certo e o grande dia chegou, confesso que por alguns instantes pensei em desistir e jogar tudo para o alto, mas precisava ir e me jogar nessa aventura maluca. Sai de casa com um frio enorme na barriga e cada vez que eu sentia estar mais perto de te ver o nervosismo aumentava.
Quando finalmente cheguei à sua cidade, minha primeira ação foi mandar uma mensagem lhe avisando que tinha chegado, a sua resposta foi tão fria que em um primeiro momento me arrependi profundamente de ter ido. Porém a com o decorrer da conversa tudo foi ficando melhor, tirando o fato de que só iria poder te ver no outro dia tudo estava perfeito.
Naquela noite mais do que em todas as outras o meu pensamento estava somente em você, andar sozinha pelas ruas daquela cidade e imaginar que a qualquer momento poderia cruzar com você, fazia meu coração acelerar. Entretanto de fato não seria naquela noite que iria te ver.
Nunca desejei tanto que amanhecesse, algo raro aconteceu, eu acordei as 6 da manhã de um sábado. Tudo isso era algo chamado ansiedade, que me deixava louca e que deixa minha respiração ofegante e meu coração acelerado.
Comecei a me arrumar, faltava ainda cerca de duas horas para te encontrar, mas eu precisava estar perfeita ou pelo menos bem arrumada, pois fazia muito tempo que não nos víamos e aquela poderia ser a primeira e a ultima chance depois de tantos anos. Escolhi o melhor vestido que havia levado na mala, passei uma maquiagem básica, arrumei o cabelo e sai apressada, pois apesar de ter acordado cedo eu estava completamente atrasada.
Quando cheguei ao lugar marcado, desci do taxi olhando para os lados tentando te encontrar no meio daquelas pessoas que se amontoavam na rua. Mandei uma mensagem perguntando onde você estava rapidamente recebi uma reposta que dizia “Estou do outro lado da rua admirando uma garota de vestido rodado que está muito mais bonita do que da ultima vez que a vi”. Virei rapidamente e finalmente avistei a pessoa que meus olhos tanto procuravam. Você, com aquele sorriso maravilhoso que consegue me deixar completamente sem graça.
Você atravessou a rua e me abraçou bem forte, meu Deus como eu havia sonhado com aquele abraço, finalmente depois de alguns minutos você me segurou pela cintura e o momento que eu tanto havia sonhado, planejado e escrito aconteceu. O beijo, como foi bom sentir teus lábios finalmente tocarem os meus e querer o que o tempo parasse ali naquele momento.
Ninguém consegue imaginar o que senti naquele encontro, tudo se concretizou ali os meus sonhos de anos se tornaram realidade e como em um conto de fadas eu encontrei o garoto que realmente é o meu príncipe encantado. Apesar de toda a distância, depois do nosso encontro percebi que o sentimento é mutuo e que sim eu ainda posso acreditar em amores impossíveis, pois talvez sejam eles os mais prováveis de acontecer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Luciana Algarves-Blog - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Luciana Algarves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo