26 agosto 2015

O tempo nos afastou!

Essa noite parei para pensar em nós dois, fazia tanto tempo que isso não acontecia. Parece que todo o meu entusiasmo de anos atrás sumiu e hoje você é apenas uma lembrança boa que guardo com carinho no meu coração.
Éramos tão próximos, sua companhia me fazia tão bem ao ponto de ficar horas admirando você, admirando seu jeito de falar e de agir comigo e com as outras pessoas. Como era fantástico descobrir todos os dias qualidades em você que me encantavam e me deixavam cada vez mais apaixonada.
A forma que eu comecei a perceber você naquele grupo de pessoas foi muito inesperada, lembro com exatidão de que tudo começou naquele momento meio chato em que as pessoas precisam se apresentar. Eu estava morrendo de medo e rezando para minha vez não chegar nunca, sou meio tímida para essas coisas, quando ouvi tua voz no microfone levantei o rosto para ver quem era o garoto que diferente das outras pessoas estava se apresentando de forma bem divertida e extrovertida. Era você com esse sorriso sincero, fazendo brincadeira naquele momento que para muitos, assim como para mim por conta da timidez era algo torturante.
A partir daquele momento passei a te observar, minha vontade era me aproximar de você e ter o prazer de desfrutar da sua companhia. Porém você sempre estava rodeado de amigos e eu não me encaixava de forma alguma naquele grupo, sentia-me uma estranha no meio de todos.
Nunca me esquecerei daquela noite na praia, em que mesmo sem querer e sem menor intenção fiquei pela primeira vez mais próxima de você. Deitados na areia daquela praia que já foi cenário de tantas novelas, naquela noite de um céu sem estrelas você veio conversar comigo e por instante queria que o tempo parasse ali. Queria que o tempo parasse na nossa troca de olhares e no seu sorriso maravilhoso olhando para mim.
Depois daquela noite na praia, você sempre vinha falar comigo e me cumprimentava com abraços que eram tão calorosos ao ponto de me fazer esquecer o frio que sentia naquela cidade maravilhosa. Tínhamos tudo ao nosso favor para vivermos um romance, mas diferente do que eu talvez sonhasse não vivemos um romance nos dias que passamos juntos.
Os dias passaram e a distância infelizmente nos impediu de viver um possível romance. Porém depois da nossa despedida em contradição a tudo nos aproximamos muito mais do que aquilo que eu imaginava.
Minhas noites passaram a ter mais sentido todas as vezes que chegava uma mensagem sua e ali começávamos uma conversa que só tinha fim por que tínhamos que acordar cedo no dia seguinte. Era maravilhoso ler suas historias malucas e conhecer um pouco mais sobre você.
O desejo de te ver novamente só aumentava a cada vez que conversamos. Durante meses você era ultima pessoa que eu pensava antes de dormir e a primeira quando eu acordava. Era incrível sentir que o beijo que ficou guardado na nossa despedia poderia ser dado a qualquer momento e mesmo que nós não ficássemos juntos para sempre, mas por alguns instantes eu estaria nos teus braços e finalmente sentiria o gosto do teu beijo.
Anos se passaram e nossas vidas tomaram rumos completamente diferentes daquilo que eu sonhei. O tempo e as circunstâncias da vida nos afastaram e hoje conversar com você é algo que não faz mais parte da minha rotina, não nego que sinto muita falta de falar com você. Porém aceito o fato de que talvez foi melhor que as coisas acontecessem dessa maneira, pois assim nenhum de nós dois sairia mais machucados ainda dessa historia.

Afastamos-nos de maneira tão natural, que  quando me deparei você já tinha se tornado uma lembrança maravilhosa da minha vida e uma paixão guardada que quem sabe, um dia possa vir à tona e aquele beijo guardado possa finalmente ser dado.

4 comentários:

  1. Lindooooo!!! Belo texto!! www.blogandocomadeni.com.br
    beijo!

    ResponderExcluir
  2. Menina, amei! Lindo demais Lu. Beijos!
    http://emminhanuvemvoadora.blogspot.com.br/
    Instagram: @dedyane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dedy, fico feliz que você tenha gostado florzinha!!
      Beijos

      Excluir

© Luciana Algarves-Blog - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Luciana Algarves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo