25 maio 2015

Seu abraço...


    Naquela noite dormi pensando em tudo que teria fazer que no dia seguinte, eram tantas coisas e antes de cair no sono fique pensando mil formas de fazer com que tudo saísse como planejado. Calculei em pensamento cada minuto daquele dia que seria tão corrido.
    Fazia dias que eu não sonhava algo e sentia como se tudo fosse real. Sonhei com o dia que teria, mas tudo estava acontecendo completamente diferente do que eu havia planejado, eram os meus compromissos e ali estavam as mesmas pessoas nos mesmos lugares. Porém parecia que eu estava perdida e estava super atrasada, tentando fazer tudo e nada dava certo.
     Lembro com exatidão que depois de ter feito tudo eu voltava para casa, pelo mesmo caminho que faço todos os dias. Entretanto naquele caminho tinha algo diferente, ou melhor, alguém diferente, uma pessoa que não fazia parte daquela realidade, daquele lugar.
     Foi estranho vê-lo ali na minha frente, lembro que minha reação foi somente uma, abraça-lo com toda a minha força e dizer o quanto eu estava com saudade. Por alguns segundos me senti segura e protegida de todo o mal. Com aquele abraço meu cansaço, minha frustração por um dia desgastante, tudo desapareceu.
    Como foi magnífico ouvir a voz dele novamente, sentir seu carinho, escutar seus conselhos, da boas risadas ouvindo as historias malucas que ele sempre conta e ficar sem graça escutando ele me elogiar. O melhor de tudo foi olhar o seu sorriso e sentir que ele estava novamente bem próximo de mim e nem parecia que fazia tanto que não nos víamos. 
    De repente tudo acabou, meu bendito despertador tocou e eu já estava bem atrasada como sempre. Corri para me arrumar e conseguir chegar ao ponto de ônibus a tempo de pegar o primeiro ônibus e ir sentada até a faculdade.
Enquanto aquele ônibus lotado andava bem devagar, por causa do mega engarrafamento de sempre, encostei minha cabeça próxima à janela e fiquei a imaginar aquele sonho maluco e a tentar recuperar detalhes dele. Não foi muito difícil, diferente dos meus outros sonhos aquele estava muito vivo na minha memória.
    Em um primeiro momento queria entender por que tinha tido um sonho tão maluco e ao mesmo tempo tão real. Não sou muito de acreditar nessa historia de significado de sonho, tipo aquelas que encontramos em alguns livros, para mim os sonhos tem sim um porque, mas cada um é único e completamente pessoal.
    A primeira conclusão que cheguei, foi que aquilo poderia ser algum sintoma do tamanho da saudade que sinto dele ou mesmo seria uma loucura da minha cabeça, pois aquele sonho talvez nunca mais chegasse a fazer parte da minha realidade. A segunda conclusão e a mais sensata para explicar o motivo daquele sonho só poderia ser uma, eu ainda gosto muito dele e mesmo com tanto tempo sem vê-lo as memórias do tempo que passamos juntos são muito presentes em minha memória e a vontade de viver tudo novamente é um dos principais desejos do meu inconsciente.
    A lembrança do que senti quando o abracei pela ultima vez é algo que me trás grande alegria. Nunca havia sentido algo tão forte ao abraçar alguém, a sensação era igual a que sentia no sonho, parecia que não existia mais nada e nem ninguém no mundo e tudo que eu queria era parar o tempo naquele abraço.
    Infelizmente eu ainda não sei prever o futuro, porém algo dentro de mim diz que aquele sonho tem um significado muito especial e que algo muito bom acontecerá em breve. Sei tudo isso pode passar de uma grande maluquice da minha cabecinha cheia de pensamentos e que vive no mundo dos contos de fadas, mas mesmo que seja maluquice o sentimento e a vontade de revê-lo reavivou em mim de uma forma tão intensa, que agora me pego varias vezes no dia imaginando o quanto eu quero de novo sentir o seu abraço.                                                                                                                                     

2 comentários:

© Luciana Algarves-Blog - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Luciana Algarves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo