14 março 2015

Quem sabe um dia...

   

   É estranho que mesmo depois de tanto tempo você ainda continue a mexer tanto comigo. Parece que nada em nossas vidas mudou, que tudo continua igual á quando nos conhecemos, quando éramos felizes juntos e compartilhávamos todos os momento das nossas vidas mesmo à distância.
   Saudade daquele tempo em que contava os segundos para a noite chegar e finalmente poder conversar com você. Como era bom saber que sempre ao final do dia teria você pra mim por alguns instantes, que você leria todas as minhas mensagens com muita paciência e que confiaria em mim para contar seus segredos.
   O tempo que passamos juntos foi tão pouco, mas foi tão intenso que ainda lembro com detalhes de cada olhar, cada conversa e cada abraço. Ainda estranho o fato de ter gostado tão rápido de uma pessoa completamente desconhecida, uma pessoa que apesar de estar tão próxima de mim parecia tão distante. Era algo praticamente impossível, como viver um romance em um tempo tão curto e de uma forma tão inesperada, aquilo era loucura da minha cabeça e nunca daria certo.
   Entretanto o tempo sempre meu amigo, fez com que eu me aproximasse cada vez mais de você e a partir daquele momento fui confirmando tudo o que já previa sobre você. Você era um garoto encantador, educado, divertido, romântico, dedicado etc. tudo que sonhei e que pedia a Deus.
   Todas as vezes que te olhava ficava imaginando como seria maravilhoso viver ao teu lado e poder dividir minha vida com você.
   Teu sorriso me encantava e teu olhar sempre me deixava sem jeito, todas as vezes que você se aproximava de mim eu pedia para ter coragem de te falar o que sentia, mas sempre que a coragem vinha alguém me interrompia e toda a coragem ia embora.
   Nossa história sempre foi tão confusa pra mim, que nem sei ao certo se existiu NOSSA HISTORIA ou se tudo não passou de uma ilusão que eu não devia ter alimentado. Afinal apesar de tudo você sempre deixou bem claro que nada poderia acontecer entre nós, já que nossas vidas são completamente diferentes e nossos caminhos e sonhos também.
   Para ser sincera eu não te culpo por nada que aconteceu e nem teria coragem de te culpar. Se hoje eu sofro de alguma forma por não termos mais o mesmo contato e o mesmo carinho de antes, a culpa foi minha que me envolvi demais em uma história que eu sempre soube que não daria certo.
   Quem sabe um dia nossos caminhos se cruzam novamente, quem sabe um dia nosso reencontro será possível e eu finalmente poderei da aquele beijo que ainda está guardado...

2 comentários:

  1. Nossa que texto lindo...
    saudades Lu
    beijinhos Blog Nem Te Conto! @blogntc
    www.nemteconto.net

    ResponderExcluir

© Luciana Algarves-Blog - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Luciana Algarves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo